Fim de semana tem pré-estreias, sessões comentadas na praça e exibições dedicadas A Leandra Leal e Helena Ignez

Numa cerimônia de abertura marcada pela emoção e celebrando seus 20 anos de realização, a Mostra de Cinema de Tiradentes começou oficialmente na sexta-feira (dia 20), no Cine-Tenda. Com mais de 700 pessoas, o local foi palco das homenagens às atrizes Helena Ignez e Leandra Leal, que estiveram presentes e subiram ao palco acompanhadas de seus familiares para receberem o Troféu Barroco por seus trabalhos no audiovisual. Performances artísticas e vídeos sobre os acontecimentos políticos e sociais mais marcantes do Brasil nas duas últimas décadas fizeram parte da festa de abertura, que teve direção geral de Chico de Paula. Logo depois, o público assistiu a Divinas Divas, estreia de Leandra Leal na direção.

 “Isso tudo aqui são estilhaços de amor que nos levam a fazer trabalhos cada vez melhores”, exaltou Helena Ignez. Num vídeo exibido no telão, ela comentou a fama de “musa” e se mostrou descontraída ao falar da longa trajetória, iniciada no teatro baiano nos anos 1960. “Viva a Mr. Sganzerla!”, gritou ela ao final, em referência à música de Gilberto Gil que embalava a celebração e foi tema do filme Copacabana Mon Amour (1970), que será exibido às 18h30 no domingo (dia 22) no Cine-Teatro Sesi.

 Por sua vez, Leandra Leal foi receber o troféu com a filha, Júlia, no colo e acompanhada da mãe, a atriz Angela Leal. “Que bom que nossa profissão é tão generosa e que podemos continuar a fazer trabalhos tão bonitos”, disse. Ela relembrou o começo da carreira no cinema, nos anos 1990, quando foi dirigida por Walter Lima Jr (A Ostra e o Vento) e Paulo César Saraceni (O Viajante). Citou Murilo Salles, que estava na plateia, e agradeceu pela oportunidade de ambos terem feito Nome Próprio (2007), a ser exibido às 16h no Cine-Teatro Sesi no dia 22.

 FIM DE SEMANA NA MOSTRA

Na programação deste sábado, dia 21, no primeiro dia de grade intensa da 20ª Mostra de Cinema de Tiradentes, a Mostra Homenagem exibe, às 16h, Antes do Fim, de Cristiano Burlan. O filme, ainda em processo de finalização, ganha sessão especial com a presença de Helena Ignez e um bate-papo com diretor e convidados, no Cine-Teatro Sesi. Logo em seguida, às 18h, Ralé, novo trabalho com direção de Helena, será apresentado.

 Os outros longas-metragens do sábado são os inéditos Mulher do Pai (Cine-Tenda, 20h), de Cristiana Oliveira; Pitanga (Cine BNDES na Praça, 21h, seguida de debate com Camila Pitanga e Antônio Pitanga), de Camila Pitanga e Beto Brant; e Era o Hotel Cambridge (Cine-Tenda, 22h), de Eliane Caffé.  As sessões de curtas-metragens começam às 16h30, no Cine-Tenda, com a Cena Mineira, e seguem às 18h30, com a primeira série da Mostra Panorama.

 O sábado também será o dia de conferir uma das atrações mais tradicionais da Mostra, o “Cortejo das Artes”. O passeio musical, promovido desde a primeira edição do evento, percorrerá as ruas da cidade, saindo da Igreja do Rosário, às 16h30. Atrações ligadas à cultura popular, como congados e folias de reis se unirão aos blocos “Unidos do Samba Queixinho”, “Corte Devassa” e “Palhaçada”, os bonecos do Mestre Quati; à Guarda de Congo N. Sra do Rosário; o grupo de dança afro Associação Casa do Tesouro e o grupo de teatro Entre&Vista, a Turma do Pipoca e à banda Banda Ramalho para transformar as ruas de Tiradentes em palco de uma grande festa.

 No domingo, o fim de semana segue agitado com a Mostrinha de Cinema, logo cedo, às 10h30, no Cine-Tenda, com Carrossel 2: O Sumiço de Maria Joaquina. No Cine-Teatro Sesi, acontece às 11h45 o primeiro Encontro com a Crítica, Diretor e Público do ano, no bate-papo sobre Era o Hotel Cambridge, com a presença do crítico Rodrigo Fonseca.

 Nas sessões de filmes, os curtas da Cena Regional I serão exibidos às 15h30, no Cine-Tenda, logo seguidos pela Cena Regional II, às 17h. No Cine-Tenda, às 18h30, serão os curtas da Panorama Série 2. Logo após, às 20h, a Mostra Olhos Livres apresenta Os Incontestáveis, longa de Alexandre Serafini.

 O Cine BNDES na Praça tem, às 21h, o documentário Martírio, seguido de conversa com o diretor Vincent Carelli. Às 22h, no Cine-Tenda, tem a pré-estreia nacional do premiado Elon não Acredita na Morte, de Ricardo Alves Jr. O fim de semana termina com o show dos Não Recomendados, no Sesc Cine-Lounge, a partir da 0h30.